Translate

quarta-feira, 16 de agosto de 2017




Tomara!
J. Nori.


Não! Não cerre as cortinas até que o sol se vá. Não fuja do alpendre porque a chuva cai, a chuva passa e o sol se vai, virão estrelas e uma lua prateada, que não poderemos velas com a cortina cerrada. Não! Não vá para a cama sem se despedir, ou sonhará com uma montanha tão baixa que só te fará sorrir. Não! Não feche os olhos com todo esse brilho, como os de uma mãe que reencontra o filho.Não! Não olhe ao longe como se pudesse ver o mar, não! Não segure o leme se não sabe navegar, mas cante, mesmo sabendo que não sabe cantar. Não! Não procure nenhuma imagem numa chícara de chá, não! Não procure nunca motivo pra chorar; sabe por que estou falando assim? Quero que ouça a Canção "You Raise me up". Vai! Faz isto e pensa em mim, por que? Não cerre a cortina ou nunca vai saber! E sabe, eu quero muito, muito te conhecer; só em pensar, vejo relâmpagos e trovões que fazem a montanha tremer e os primeiros pingos de uma chuva calma e fria...Tomara que você tenha lido toda minha Poesia. Tomara...

sexta-feira, 4 de agosto de 2017





Eu Quero.
J. Nori.


Eu não quero viver no País de moucos, prefiro os loucos que possam me ouvir, eu não quero mais ser numerado, eu quero ser livre para ir e vir; mas não ir e vir como um alienado, um desajustado que vive a sorrir porque alguém manda e nem sequer se digna a pedir. Eu não quero mais votar por votar, não quero voltar a ser iludido; eu quero poder cobrar, tudo, tudo que me é devido; eu não quero pagar só por ter vivido.Quero ver crianças de novo brincando, sem ser com os dedos ou um fone de ouvido, eu quero viver ser estar gradeado, quero resgatar meu sono perdido e o de quem perdeu, com medo de feras que não eram feras, eram gente igual a você e eu. Eu quero voltar a mostrar os dentes, num sorriso franco como antigamente, eu quero declamar uma poesia, como faziam os ancestrais; eu quero viver não só existir; eu quero falar eu quero ouvir; eu quero chorar mas, também sorrir, eu quero que curem os meus irmãos moucos; para que aceitem todos nós os loucos e que a esperança esteja no Porvir. Eu quero a vida toda por inteiro, não quero dinheiro sem ter liberdade, eu quero tudo eu quero a Verdade; não só para mim, mas para a humanidade; não um mar de rosas...Mas um Mundo repleto de Felicidade.